terça-feira, 21 de setembro de 2010





Em um futuro próximo andarei pelas ruas com uma amiga, estarei contando sobre meus casos passados e de como eu fui inocente. Iremos rir de maneira infantil e refletir sobre como não mudamos nada. Eu estarei mais feliz e com uma áurea tão calma que será perceptível.
 Talvez eu me lembre de você e a conte sobre o nosso amor. Lembrarei sobre como ele era puro e intenso e talvez ate me pergunte sobre como ele acabou.
Poderei estar casada ou não, com filhos ou não, mas estarei feliz. Quem sabe você não esteja caminhando com a gente, de mãos dadas comigo, com ela ou apenas nos acompanhando como velhos amigos.
Nesse dia eu me sentirei mais leve por poder lembrar-me do passado e rir de maneira calma. Meus olhos estarão com um brilho que há tempos não era visto e meu sorriso será tão puro que talvez contagie.
Nesse dia eu quero poder saber que de alguma maneira tudo valeu a pena e ao olhar para o lado poder ver os meus amigos que eu dizia ser eternos.
Andaremos por um tempo e iremos refletir sobre como a vida passa rápido e quantas besteiras nós fazemos ao longo dela. Queria saber que você estará presente, nem que seja em uma lembrança boa.
E ao chegar a casa eu irei saber que apesar de tudo, eu consegui uma vida harmoniosa e prospera e sorrirei sozinha.
Não sei o quão longe esse dia esta, só sei que ele ira chegar num futuro aonde tudo será mais fácil e repleto de alegrias, e de certa forma eu espero por ansiosamente por ele.
Me de as mãos e caminhe comigo. (:

Nenhum comentário:

Postar um comentário